Skip to content

>Yes we can !

julho 28, 2010

>

Jovens criam escola para formar campeões de matemática e física em Santa Isabel (SP)


Com menos de 50 mil habitantes, a cidade de Santa Isabel (a 58 km de SP) foi destaque nas últimas olimpíadas nacionais de matemática e de outras disciplinas. O sucesso é resultado do trabalho de dois irmãos que criaram um curso preparatório especializado na competição.

O OSI (Olímpicos de Santa Isabel) é iniciativa de Álvaro, 16, e Marco Antônio Lopes Pedroso, 18. Nas férias de 2008, os dois –somam mais de cem premiações no Brasil e no exterior– criaram uma maneira de ajudar os talentos de sua cidade natal.

Em dois anos, o grupo já conquistou 160 premiações, entre medalhas e menções honrosas.

As aulas, aos sábados e domingos de manhã, são em salas cedidas pela Escola Estadual Professora Gabriela Freire Lobo.

Atualmente, 120 alunos (a maioria da rede pública) estão no projeto, que é dividido em dois módulos para alunos do ensino fundamental e um para os do ensino médio.

“Sinto muito orgulho do curso, que se tornou bem maior do que eu imaginava”, disse Marco, que cursa o primeiro ano de engenharia elétrica no ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica).

No ano passado, ele conquistou a medalha de bronze na Olimpíada Internacional de Matemática, na Alemanha, em uma disputa com estudantes de todo o mundo.

Os irmãos se revezam no comando das turmas. Seis alunos do ITA, que também concorrem em olimpíadas, ajudam a tocar o projeto.

Todo o trabalho é voluntário. As despesas fixas, de aproximadamente R$ 700 por mês, são bancadas por Teresinha e Antônio Pedroso, pais dos campeões.

“Queremos dar a outros jovens as mesmas oportunidades”, afirma Teresinha, que é arquiteta e uma espécie de coordenadora do OSI.

Além das medalhas, as instituições que organizam olimpíada costumam bancar todas as despesas dos jovens –incluindo passagem, hospedagem e alimentação.

A trajetória dos dois irmãos –que ganharam bolsas de estudo no colégio Etapa de São Paulo– estimula outros alunos. No último processo seletivo para entrar no grupo, 765 jovens se candidataram.

“Devo tudo ao esforço do Marco e do Álvaro. Eles me inscreveram nos concursos, acreditaram em mim”, afirmou Paloma Clementino, 15, medalha de ouro na última OBA (Olimpíada Brasileira de Astronomia) e bolsista do colégio Objetivo.

Viu só galera!!! Que exemplo hein… VOCÊ TAMBÉM PODE!
No comments yet

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: