Skip to content

>Feminização do Envelhecimento Populacional

março 23, 2011

>

          A velhice só é honrada na medida em que resiste, afirma seu direito, não deixa ninguém roubar-lhe seu poder e conserva sua ascendência sobre os direitos familiares até o último suspiro. Gosto de descobrir o verdor num velho e sinais de velhice num adolescente. Aquele que compreender isso envelhecerá talvez em seu corpo, jamais em seu espírito. (CÍCERO, M. T., p.32, 2007).
          O envelhecimento populacional tem sido alvo de variadas pesquisas e em diversos aspectos, como por exemplo, sobre os avanços da medicina, do modo de retardar o processo de envelhecimento, através de pílulas milagrosas, ou ainda sobre a quantificação de patologias que acometem o cidadão idoso ao longo de sua vida. No entanto algo diferente tem sido pesquisado, a real capacidade funcional do idoso.
          De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) apud POLIMENO, A. P.; SANTANA, V. (p.34, 2009), é entendida como incapacidade funcional a “deficiência – para realizar atividades rotineiras e pessoalmente desejadas pelo indivíduo”. Assunto este de extrema relevância, tendo em vista o fato de que em média quatro tipos de doenças crônicas estarem presentes na vida de pessoas acima de 70 anos  de idade. Porém é necessário mudar um pouco esse foco, e voltá-lo à sua capacidade  funcional, visando o que ainda há de preservado. Buscando ainda uma melhor qualidade de vida. O que não significa “deixar de lado” suas incapacidades. É necessário se ater a esses fatos, de modo à melhor orientá-los.
           No Brasil, a questão do envelhecimento tem se tornado a cada dia mais evidente, pois de acordo com RAMOS, L. (2009) – diretor do Centro de Estudos do Envelhecimento – no ano de 2025, terá a 6ª maior população do mundo. Diante disso é necessário repensarmos em novos e possíveis projetos a serem executados, voltados a esse público alvo, para garatir-lhes minimamente conforto e qualidade em seu cotidiano.



1 Técnica em Gerontologia do CRECI@. Especialista em Gerontologia, pela PUC/SP. Terapeuta



Ocupacional, pela UNISO – Sorocaba/SP.



Contato on line: vivi_moraes_to@hotmail.com

 

No comments yet

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: